zenah_ginecologia

Introdução

Climatério é o período da vida em que a mulher começa a apresentar sintomas decorrentes da diminuição gradativa de produção de estrogênios pelos ovários. A falta do estrogênio pode provocar sintomas como “calores”, irritabilidade, insônia, diminuição do desejo sexual, falta de lubrificação vaginal, além de aumentar o risco do desenvolvimento de osteoporose. Menopausa é o nome que se dá à última menstruação de uma mulher. No Brasil, a menopausa ocorre, em geral, por volta dos 48 – 49 anos de idade.

Hábitos de vida saudáveis, incluindo alimentação e atividades físicas, são fundamentais para ajudar a mulher a passar de forma tranquila por essa etapa de vida. Algumas mulheres, entretanto, apresentam muitos sintomas e podem se beneficiar de algum tipo de terapia medicamentosa.

Terapia herbal para climatério:

Os fitoestrogênios são um tipo natural de hormônio de plantas. Tem sido demonstrado que eles agem no corpo como agem os estrogênios de origem humana, mas com nível de potência muito mais baixo. Pesquisas demonstraram que uma dieta rica em fitoestrogênios está associada a baixos índices de doenças cardiovasculares, sintomas da menopausa e alguns tipos de câncer.

Os fitoestrogênios são encontrados em diferentes formas numa ampla variedade de plantas, sendo que a soja é uma das fontes mais ricas. Os fitoestrogênios encontrados na soja são chamados de isoflavonas. É provável que, em geral, 2 a 3 porções diárias de alimentos derivados da soja sejam necessárias para se obter benefícios significantes para a saúde.

Existem medicamentos contendo isoflavonas que podem ser utilizados para aliviar os sintomas do climatério. Seu médico pode prescrever algum caso você necessite.

Terapia hormonal

A terapia de reposição hormonal (TRH) fornece à mulher climatérica os hormônios ausentes, principalmente o estrogênio, a progesterona e a testosterona. Em uso há muitos anos, a TRH pode ser adaptada para beneficiar muitas mulheres. O risco de câncer, principalmente de mama e de endométrio, é o grande temor. Além disso, é importante que o tratamento seja individualizado para cada mulher, levando em conta sintomas, estilo de vida, características metabólicas e doenças eventualmente associadas.

Existem diversas formas de se administrar a TRH, incluindo a via oral, a trans dérmica (adesivos ou gel), a intramuscular, a subcutânea e até inalatória. Avalie suas necessidades e, se estiver indicado, inicie um programa controlado de reposição hormonal com auxílio de seu médico.